PEV Entertainment
Twitter
Facebook
YouTube
Flickr
MySpace
RSS
Newsletter
Festivais
Festival MEO Marés Vivas
Sons do Mar
Quem gostaria de ver ao vivo em Portugal?
dreamtheater
DREAM THEATER
Quando e Onde

26 de Fevereiro 2012 | Coliseu dos Recreios, Lisboa
Abertura de Portas: 20h30

Preço dos Bilhetes

Plateia em pé - 30 €
Camarotes -  - 33 € 

Bilhetes à venda:
Ticketline, Lojas Fnac, Worten, MegaRede, Agências Abreu, Dolce Vita, El Corte Inglês, Carbono (Lisboa), Carbono (Amadora), Cave (Lisboa), Break Point (Vigo) e no local.
dreamtheater4
Bookmark and Share
Depois de uma arrebatadora actuação no Coliseu do Porto perante uma plateia totalmente rendida à coesão e técnica exibidas pelos renovados DREAM THEATER, o lendário grupo norte-americano vai estar de regresso a Portugal no dia 26 de Fevereiro de 2012, para mais uma prestação que se prevê explosiva – desta vez no Coliseu dos Recreios, em Lisboa.
Nem todas as bandas teriam capacidade de sobreviver a um revés como aquele que o quinteto sofreu em Agosto de 2010, quando – sem que nada o fizesse prever – o baterista Mike Portnoy decidiu abandonar o projecto, que ajudou a criar. Também não estamos a falar de um grupo qualquer. Ao longo do último quarto de século, os DREAM THEATER afirmaram-se como um caso sério de sucesso, uma posição alicerçada numa personalidade criativa única, numa enorme vontade de inovar e em aplausos consensuais por parte do público e da crítica. Com mais de dois milhões de discos vendidos só nos Estados Unidos e mais de dez milhões a nível global, são hoje a figura de proa do metal na sua vertente progressiva, tendo um papel muito bem definido na história da música pesada depois de terem influenciado toda uma tendência.

Se há coisa que James Labrie, John Petrucci. John Myung e Jordan Rudess sempre mostraram ao longo dos anos foi capacidade para se irem-se reinventando a cada novo movimento, sendo que conseguiram sair intocados de um dos períodos mais conturbados da sua carreira. Quando subirem ao palco de uma das mais míticas salas da capital, o muito antecipado sucessor de «Black Clouds & Silver Linings» já estará a rodar nos leitores da vasta legião de seguidores do grupo. «A Dramatic Turn Of Events», um título inspirado pela ruptura com Portnoy, tem data de edição agendada para este mês e, à semelhança do que se passou com a actuação do passado dia 17 de Julho no Porto, é mais uma prova cabal de que a alma do colectivo permanece imutável. Se imaginarem que a banda se tinha separado depois do «Images And Words» e que, depois de duas décadas, tinha voltado ao activo com alguns elementos novos podem ficar com uma boa ideia do que se ouve no novo disco. E, para tornar as coisas ainda mais interessantes, há também uma série de elementos que tanto lembram o «Metropolis Pt. 2: Scenes From A Memory» como o «Falling Into Infinity», com a vontade de provar algo muito próxima da que caracterizou o clássico de 1992. E há também a presença de Mike Mangini, claro. Pode soar a heresia, mas o ex-baterista dos Extreme e da banda de Steve Vai afirma-se como uma peça tão oleada como Portnoy na máquina imparável em que se transformaram.

Nesta digressão, os DREAM THEATER contam com o apoio dos conterrâneos PERIPHERY. Formados em 2005 por Misha Mansoor, em apenas seis anos o projecto do Maryland transformou-se numa das mais aplaudidas propostas dentro do espectro do metal progressivo mais extremo. Apesar das inúmeras mudanças de formação, o prodigioso guitarrista colocou-se de forma muito inteligente entre os impulsionadores do djent, mais um subgénero da grande família do metal, que começa a ganhar cada vez mais força do outro lado do Atlântico. Apesar de ser um autêntico assalto aos sentidos, o disco de estreia homónimo de 2010 conseguiu uma boa posição na tabela da Billboard e o segredo para o seu sucesso reside no ecletismo que domina a música do colectivo. Partindo da fórmula que os guitarristas dos Meshuggah inventaram e popularizaram quando começaram a tocar com oito cordas, Mansoor e os jovens músicos que o acompanham combinam death metal técnico, rock progressivo, techno, hardcore e até ganchos pop com um à vontade desarmante.

www.dreamtheater.net
www.myspace.com/periphery

FORMAÇÃO:
James LaBrie – voz
John Myung – baixo
John Petrucci – guitarra
Jordan Rudess – teclado
Mike Mangini – bateria
© 2010 PEVENTERTAINMENT Todos os direitos reservados
Powered By Wiremaze